10 outubro 2007

este também sou eu


j.p. simões, 'inquietação' (original de josé mário branco)


não vou escrever nada.. ou quase nada.
dizer apenas que quando conhecerem esta canção de trás para a frente, quando a revirarem do avesso do avesso, quando entenderem os contornos de cada uma das letrinhas do seu texto, quando se deixarem embalar com o tom com que o joão paulo canta o que canta,
então, em verdade vos digo,
estarão perto, muito perto, perigosamente perto,
de conhecerem o gi.

5 Comments:

Blogger cristal said...

para ti é a inquietação, para mim é desassossego

quinta-feira, outubro 11, 2007 9:39:00 da manhã  
Blogger ana salomé said...

para mim é o ocaso

quinta-feira, outubro 11, 2007 4:31:00 da tarde  
Blogger Nuno Guronsan said...

Perigosamente perto ou inquietantemente perto? Eu diria admiravelmente perto, tendo em conta o JP, a canção e tu próprio.

Abraço, Gi.

E que bom é ouvir uma colecção de músicas de inverno enquanto se lê as tuas palavras...

quinta-feira, outubro 11, 2007 8:27:00 da tarde  
Anonymous A. said...

...e como agradecer tanta ternura Gi?






por vezes entendo a sorte que tenho. por vezes fico grata por existirem, nesta minha vida, Pessoas assim... feitas de letras gigantes... feitas de Luz.


profundamente agradecida.

ana L.

sábado, outubro 13, 2007 12:45:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

ana L.,

já agredeceste.
talvez pelo espanto que, ao longo dos anos, terás causado em pessoas como nós que, no fundo do fundo da sala, sentiram, ao ver-te, uma pequenina sugestão de sopro divino. porque tu és, também, isso.

só há uma maneira de agradecer: a maneira certa. não é malabarismo virtuoso com palavras, é uma evidência que chega com os anos. 35, por exemplo.

[you know where i hide myself ;-)]

flores,
obrigado eu. sempre.

gi.

sábado, outubro 13, 2007 3:29:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home